Sobre as ciganas

by

Ciganas dançam sobre a grama verde

O vinho, outrora gelado, aquece agora suavemente

Os cabelos cacheados brincam ao vento

E os lábios vermelhos se riem displicentemente

Quisera eu que fossem apenas mulheres, mas não o são

São idéias que brotam em minha mente

E as quais já não lhe cabem mais…

Sedutoras, irresistíveis e incansáveis, querem sempre mais

Saem pela minha boca em busca de outros acampamentos

Cabeças férteis, ouvidos abertos, corações inceryos…

Idéias ciganas que não me pertecem

Seduzam o mundo e arrebentem os grilhões que ainda nos prendem!

Anúncios

3 Respostas to “Sobre as ciganas”

  1. Carla Batista Says:

    Primo, vc está muito chique!!!!!
    Poema foda!!!!!

  2. Érica Xavier Says:

    Quando publicará um livro de poesias?
    Com essa profundidade, essa leveza e essa sutileza você não pode demorar a contribuir como ele alimento que é a poesia…Parabéns adorei!

  3. Leandro Rocha Says:

    Olha.. até o memonto eu não havia pensado nisso..
    Quem sabe eu não consigo ir juntando um materialzinho pra tentar isso mais pra frente?

    Valeu pela força pessoal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: